Benedito Silva, um artista de obra não homogênea

O abstracionismo e as cores são os relevos de sua obra

Artista plástico, fotógrafo e pintor, Benedito Silva não é um profissional de obra homogênea. Ele não se prende a um gênero artístico ou literário, e possui uma produção artística muito intensa. Porém, não se define de forma linear a fronteira entre o que começou primeiro: a literatura, as artes plásticas ou a fotografia. Natural de Camanducaia e administrador de empresas na primeira formação, Benedito Silva caminha da pintura para a fotografia e poesia.

Embora trabalhe com diversos meios, Benedito Silva destaca duas linhas de pesquisas bem definidas: o abstracionismo, e a fotografia. Suas fotos, por vezes, distanciam-se da função documental para adentrar o território da beleza e composição estética, numa proximidade poética com os olhares atentos do fotógrafo.

Na pintura, busca mais uma forma de expressão artística. O abstracionismo e as cores são os relevos de sua obra. Na arte digital, Benedito Silva mescla a tecnologia com criatividade, o resultado são obras coloridas e bem definidas.

Benedito Silva

Benedito Silva

Em suas pinturas abstratas, seja em acrílico ou óleo sobre tela, as obras refletem cores e traços que sugerem considerações abstratas da alma em negação à realidade. Para o artista “o abstracionismo é um ruído da alma pela não concepção realista do mundo”. Existem infinitas problemáticas sociais, mas a que mais o preocupa é o trabalho infantil. “O trabalho infantil no Brasil é um grande problema social. Dentre as piores formas destaca-se o trabalho nas carvoarias”, afirma o artista. Nesse contexto, o trabalho artístico de Benedito Silva é um grito, um chamamento, para que estas questões não caiam no esquecimento.

O mineiro também tem trabalhado com séries. Como designer de estampas, o artista desenvolve obras que se transformam em roupas e objetos, sendo contratado da empresa Vida Collections, com sede em São Francisco, nos Estados Unidos.

Benedito Silva é membro correspondente da Academia de Artes e Letras de Fortaleza (ALAF) – Ceará; da Academia de Ciências, Letras e Artes de Vitória (ACLAV) – Espírito Santo; e da Academia de Ciências, Letras e Artes Luminescência de Araraquara – São Paulo. A sua obra intitulada Nuanças Poéticas II foi capa do volume 26 da revista Letras & Letras, do Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia (MG), em sua edição comemorativa de 25 anos. A obra Vermelho 31 compôs a capa do livro “orpos, Imagens e Discursos Híbridos, dos autores Phd William Tagata e Dra. Simone Hashiguti.

As obras do artista podem ser adquiridas na empresa Democrart, com sede em São Paulo, nos bairros Cidade Jardim (Shopping Cidade Jardim), Vila Madalena e Jardim América, e também na Urban Arts, que está presente em mais de dez cidades espalhadas pelo Brasil. A democratização da arte está no lema de ambas as empresas, que também possuem sites com vendas online. Além disso, Benedito Silva está com site novo no ar onde se pode entrar em contato direto com o artista e todas as empresas parceiras: www.beneditosilva.com.

Com esse espírito polivalente e em seu ritmo particular, Benedito Silva segue atento e produzindo.

  • Arte digital
  • Pintura
  • Estampas
  • O abstracionismo e as cores são os relevos de sua obra
  • O artista desenvolve obras que se transformam em roupas e objetos

 

 

Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *