Déficit de saneamento básico brasileiro

Legenda no Word

Professor da Faex fala sobre as oportunidades de carreira para o profissional de Engenharia Civil

 

Segundo o Instituto Trata Brasil, em 2015, 82% das cidades brasileiras dispunham de tratamento de água e apenas 48% dos municípios possuíam esgoto tratado.

Do ranking das principais cidades podemos destacar:

t

Analisando rapidamente os dados acima é possível constatar que as oportunidades de trabalho para os engenheiros civis estão, entre outras, na coleta e construção de estações de tratamento de esgoto que a população necessita.

Independentemente das políticas de saneamento básico adotadas pelos governos futuros, a construção destas estações é imprescindível para o desenvolvimento das populações que ainda não têm acesso a este serviço, considerado básico.

O acesso à água tratada e à coleta e tratamento de esgotos resolve, entre outros, problemas de saúde que hoje atingem a população carente, evitando a propagação de mosquitos e a proliferação de doenças como diarreia (responsável pela morte de crianças), leptospirose, cólera, etc.

Formar profissionais qualificados para atuar nas diversas etapas dos processos construtivos de estações de coleta e tratamento de esgotos, além de estações de tratamento de água, garantirá ao país a erradicação de doenças e uma economia na área da saúde, tão carente nos dia de hoje.

Os engenheiros formados no curso de Engenharia Civil da Faculdade de Extrema (Faex) terão habilidades e competências para elaborar projetos, executar obras, fiscalizar, supervisionar, gerir e administrar qualquer obra para atender às demandas que visem a redução deste déficit de saneamento básico que assola nosso país.

Empregabilidade. Essa é a palavra que define o profissional de engenharia civil.

Faça Engenharia Civil, faça na Faex!

 

(Por professor Afonso Henrique Vilela – Coordenador pro tempore do curso de Engenharia Civil da FAEX)

 

 

Foto: Ilustrativa/Faex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *