Turismo de Extrema: projetos realizados e ações para 2018

GEDSC DIGITAL CAMERA

Administração municipal trabalha para que o Turismo se transforme na segunda economia do município e se fortaleça no mercado nacional como um destino turístico de natureza

 

Extrema é uma cidade turística e uma das mais visitadas no Sul de Minas Gerais, no estado e até no país. O seu Turismo é de natureza, com atrativos que se dividem entre as suas cinco rotas turísticas, diferenciadas por suas características mais marcantes: Rota das Águas, Rota das Pedras, Rota das Rosas, Rota do Sol e Rota dos Ventos. Neste ano a administração municipal começou a trabalhar fortemente para que o Turismo se transforme na segunda economia do município. Para isso, fortaleceu o seu Conselho Municipal de Turismo (Comtur), uma das ações previstas no Plano Municipal de Desenvolvimento Turístico Sustentável (PMDTS), entre outras atividades. O trabalho também visa consolidar Extrema no mercado nacional como um destino turístico de natureza.

Para falar sobre o assunto, a Gazeta da Cidade conversou com a secretária de Turismo, Ana Paula Odoni Michelini (Poli). “Iniciamos o ano de 2017 com uma grande conquista, lançando um plano de turismo, que é o nosso documento orientador, que deu embasamento para que pudéssemos elaborar o nosso plano plurianual. No lançamento, a gente divulgou também um projeto concluído nesse plano, que foi a criação da Secretaria de Turismo, e com isso veio a criação da equipe técnica (gestão) e de infraestrutura (obras). Para o segundo projeto, de mobilização e sensibilização do Conselho de Turismo, contratamos uma consultoria para capacitar os conselheiros”, ressaltou.

Ana Paula Odoni também destacou a atuação da Radix, empresa de esportes de aventura, no Parque Municipal Cachoeira do Salto. “A Radix, por meio de licitação, está operando seis atividades dentro do parque, como a tirolesa e a parede de escalada. Os parques municipais também contam com empresas que trabalham a gastronomia dentro da estrutura”.

Extrema participou, ainda, de muitas feiras turísticas neste ano. “Estamos com uma comunicação muito mais estreita com a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur), que tem olhado de uma maneira muito especial para Extrema, pois já estamos sendo referência em gestão de Turismo”, disse Poli.

Extrema Qualifica

“Em capacitação, vamos iniciar neste ano o Projeto Extrema Qualifica”, destacou a secretária de Turismo.  A ação consiste na realização de 11 cursos profissionalizantes na área, uma palestra e nove workshops, com 500 vagas. Interessados devem entrar em contato pelo telefone: (35) 3435-5167.

O projeto, aprovado pelo Fundo Especial do Ministério Público de Minas Gerais (Funemp), é da Prefeitura de Extrema, por meio da Secretaria de Turismo, e em parceria com as secretarias de Assistência Social e Desenvolvimento Econômico, e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A ação possui como madrinha a promotora de Justiça da Comarca de Extrema, Rogéria Cristina Leme.

ICMS Turístico

Pela sexta vez consecutiva, Extrema foi habilitada com nota máxima (10) no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) Turístico.

Site Extrematur

“Hoje, o site extrematur.com.br é a grande ferramenta que o turista possui. Com ele temos um forte instrumento de comunicação”, afirmou a secretária de Turismo de Extrema.

O domínio público abriga conteúdo sobre a oferta turística de Extrema (atrativos naturais e culturais, serviços, equipamentos e eventos de interesse turístico).

Para fazer parte do site, os empreendimentos do trade turístico devem constar no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Para se cadastrar na página, basta procurar a Secretaria Municipal de Turismo. A ação é gratuita. Mais informações pelo telefone: (35) 3435-6066.

“Extrema passou de 17 empreendedores para 50 empreendimentos cadastrados no Cadastur”, revelou Ana Paula Odoni.

Projetos para 2018

Segundo a secretária de Turismo, a partir do ano que vem, a estimativa do orçamento para o Turismo é de quase 8 milhões por ano.

O departamento está finalizando alguns Termos de Referência para poder colocar em prática os seguintes projetos em 2018: Conhecendo Extrema, um projeto de educação para o Turismo; plano de marketing do destino; regulamentação da sinalização turística de Extrema, que deve começar ainda neste ano.

A gestão e a pavimentação da Estrada Parque Serra do Lopo é outro projeto que será implantado a fundo no ano que vem, assim como o mapa turístico. Também haverá o lançamento do catálogo da Produção Associada, com palestra de Miriam Rocha, que elaborou o manual do projeto pelo Ministério do Turismo (MTur).

“Provavelmente iniciaremos a nossa Casa de Minas em 2018. Ela está localizada às margens da Rodovia Fernão Dias, ao lado do Pururuca, e será a sede do Circuito Turístico Serras Verdes do Sul de Minas e um equipamento do Estado de Minas Gerais. Funcionará como um centro de informação turística e de comercialização da Produção Associada ao Turismo, além de receber apresentações culturais”, contou Ana Paula Odoni.

A implantação do projeto se efetivou com recursos advindos do Ministério do Turismo e da Prefeitura de Extrema, sendo que o terreno para a instalação da estrutura foi doado por Joaquim Pereira dos Passos Neto, proprietário do Restaurante Leitão Pururuca.

 

 

Foto: Osmar Paulino

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *