Projeto “Extrema Qualifica” é aprovado pelo FUNEMP e abrirá vagas para 11 cursos

A legnda está no Word_

Programa de qualificação profissional abrange desenvolvimento turístico sustentável, ação social, inclusão no mercado de trabalho e preservação ambiental

 

O projeto “Extrema Qualifica Ação Social para Formação Profissional no Turismo” foi aprovado na 45ª Reunião Ordinária do Grupo Coordenador do Fundo Especial do Ministério Público de Minas Gerais (FUNEMP), na terça-feira, dia 11 de julho, em Belo Horizonte. A ação consiste na realização de 11 cursos (500 vagas) com duração de três anos, uma palestra e nove workshops. O investimento do FUNEMP será de R$ 507,654,00. Em contrapartida, a Prefeitura de Extrema disponibilizará R$ 121,960,00.

O projeto de qualificação profissional voltada para o turismo é da Prefeitura de Extrema, por meio da Secretaria de Turismo, e em parceria com as secretarias de Assistência Social e Desenvolvimento Econômico e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A ação tem aval da Procuradoria do Trabalho de Pouso Alegre e possui como madrinha a promotora de Justiça da Comarca de Extrema, Rogéria Cristina Leme, que fiscalizará a execução do projeto. Parcerias também serão firmadas com o trade turístico do município.

Em entrevista para a Gazeta da Cidade, o chefe de Divisão de Qualificação e Comunicação da Secretaria Municipal de Turismo de Extrema e também responsável técnico do projeto, Ivo Leme, contou que a Secretaria de Assistência Social fará a triagem das pessoas que serão beneficiadas com os cursos por meio do Cadastro Único. “O projeto tem como prioridade a população carente a partir dos 16 anos. Caso sobre vagas, iremos divulgar para a população em geral” disse.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com o Balcão de Empregos, irá fazer a colocação e/ou reposicionamento dos alunos no mercado de trabalho após o término das aulas, que serão realizadas no Senac de Extrema. O mês previsto para o início dos cursos é setembro deste ano.

O “Extrema Qualifica” possui desenvolvimento turístico sustentável, ação social através da inclusão dos alunos, inclusão no mercado de trabalho e também abrange a área de preservação ambiental. “Cada curso terá uma atividade de educação ambiental, para que os alunos saibam um pouco mais do trabalho que vem sendo desenvolvido em Extrema nas áreas ambientais e turísticas, porque o nosso turismo é todo de natureza”, explicou Ivo leme.

“Com a aprovação desse projeto, nós demos um grande passo em poucos meses de atuação na nova Secretaria de Turismo e com a criação do cargo de Qualificação. Isso é um reflexo do Plano Municipal de Desenvolvimento Turístico Sustentável (PMDTS). E é muito importante destacar a confiança depositada pelo prefeito João Batista e vice Juliano para que pudéssemos desenvolver esse projeto beneficiando o turismo e a população carente de Extrema”, concluiu Ivo Leme.

Os cursos serão os seguintes: Auxiliar de Cozinha, Agente de Informações Turísticas, Boas Práticas na Manipulação de Alimentos, Culinária Mineira, Técnicas de Montagem de Coffee Break, Quitandas Tradicionais e Mineiras, Garçom, Recepcionista, Primeiros Socorros, Cuidador de Idoso e Cuidador Infantil. Já a palestra será de Rotinas Trabalhistas. E os workshops terão os temas: Reaproveitamento de Alimentos; Técnicas de Chefia e Organização na Cozinha; Desenvolvimento de Cardápios para Restaurantes; Técnicas para Barista; Técnicas de Serviços de Camareira em Meio de Hospedagem; Etiqueta Profissional; Como Elaborar Plano de Marketing; Gestão de Bares, Restaurante e Similares; e Redes Sociais: Oportunidades e Desafios.

 

Foto: chefe da Divisão de Qualificação e Comunicação da Secretaria de Turismo e também responsável técnico do projeto, Ivo Leme; presidente do Grupo Coordenador do FUNEMP, Leonardo Duque Barbabela; e a secretária executiva do FUNEMP e analista do MP, Lúcia Helena Couto Diniz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *