Secretaria de Saúde de Extrema realiza atividades no Outubro Rosa

O

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), são esperados, para este ano, mais de 57 mil casos de câncer de mama no Brasil e 5.160 novos casos em Minas

 

Este mês abriga a campanha Outubro Rosa, de prevenção e combate ao câncer de mama. A detecção precoce da doença é muito importante para um tratamento eficaz na busca da cura. Por isso, durante todo o mês de outubro, a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Extrema realizará diversas atividades em suas unidades básicas de saúde (UBS) para auxiliar e informar as mulheres sobre a doença, além de mostrar os serviços oferecidos para a mulher no Sistema Único de Saúde (SUS), como mamografia em mulheres de 50 a 69 anos, coleta de papanicolau e exame clínico das mamas.

Dia D da campanha

Todas as unidades de saúde de Extrema terão palestras e grupos educativos, além das consultas para a Saúde da Mulher que já integram a rotina do mês, como, por exemplo, planejamento familiar, pré-natal e papanicolau. O Dia D do Outubro Rosa está marcado para 21 de outubro, um sábado, na Praça Presidente Vargas, onde haverá orientação, sessões de beleza, promoção da autoestima, testes rápidos e coleta de papanicolau.

O câncer de mama

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Entre todos os tipos de câncer, o de mama é o mais comum e representa a maior causa de morte entre o público feminino.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), são esperados, para este ano, mais de 57 mil casos da doença no Brasil e 5.160 novos casos em Minas, incidência de 48,19 casos para cada grupo de 100 mil mulheres.

Para a Secretaria de Saúde, é importante o comparecimento das mulheres ao longo dos anos para atendimento preventivo devido a fatores que podem ser evitados. Estima-se que 30% dos casos de câncer de mama possam ser evitados quando são adotadas práticas saudáveis como: atividade física; alimentação saudável; peso corporal adequado, entre outras.

Sintomas da doença

De acordo com o Inca, os principais sinais e sintomas do câncer de mama são: caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço; saída espontânea de líquido dos mamilos.

Ao identificarem alterações persistentes nas mamas, as mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

Autoexame

Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. É importante que elas observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres.

Vale ressaltar que as unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) de Extrema estão à disposição para atendimento às mulheres sempre, especialmente neste mês de outubro.

1SemLegenda1

 

Imagem: Governo de Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *