Solenidade diploma cerca de 500 alunos da Escola Móvel Sesi/Senai em Extrema

GEDSC DIGITAL CAMERA

A solenidade de encerramento das atividades da Escola Móvel Sesi/Senai aconteceu na noite de quarta-feira, dia 12 de abril, no Clube Literário e Recreativo de Extrema (CLRE). O evento contou com diversas autoridades e diplomou aproximadamente 500 alunos, nos seguintes cursos gratuitos e reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC): Atendimento ao Cliente; Educação Ambiental e Sustentabilidade; Auxiliar Administrativo; Secretariado; Costureiro Assistente; Eletricista Predial Assistente; Mecânico de Motos Assistente; Pedreiro de Alvenaria Assistente; Confeitaria; Panificação; e Oficinas de Artesanato.

Na ocasião, o presidente da Fiemg Regional Sul, Ary Novaes, ressaltou à Gazeta da Cidade que os cursos oferecidos na tenda móvel de 800 metros quadrados foram um grande sucesso. “Gosto demais de Extrema, é uma cidade fantástica, que conta com bons políticos, boas autoridades, que sempre administram com muita probidade, e aqui as coisas evoluem muito, há muitas indústrias. A Escola Móvel Sesi/Senai foi um sucesso e transformou o ofício em profissão”, comemorou.

O prefeito de Extrema, João Batista da Silva, afirmou que pretende continuar com a parceria para que a cidade possa receber mais cursos de qualificação durante os próximos quatro anos. “A tenda móvel foi uma iniciativa muito importante do Sistema Fiemg e que envolveu investimento por parte da prefeitura. Os cursos chegaram num momento em que o país está em crise, então foi uma oportunidade para capacitar a mão de obra, e essas pessoas aperfeiçoaram seu currículo e passaram a contar com uma chance maior de empregabilidade, melhorando sua renda”.

Já a gerente dos programas Escola Móvel Sesi/Senai e Cozinha Brasil, Joana D’arc Oliveira Furtado, destacou que encontrou portas abertas para os cursos. “A parte mais feliz é escolher uma cidade que possui pessoas sedentas por aprendizagem, que se entregaram, que superaram muitas dificuldades para poder concluir os cursos. A sensação é de missão bem cumprida”, afirmou.

“No momento de crise e desemprego temos que investir em educação, porque é o momento da pessoa evoluir, estudar e conseguir cargos melhores. Os cursos foram espetaculares. A Escola Móvel é uma excelente ideia da Fiemg, que está de parabéns. Investimento em educação é algo que você nunca perde”, frisou o diretor do Sinmec, Silvio Cesarino.

Extrema foi a primeira cidade escolhida da região para sediar a Escola Móvel, por meio de uma parceria entre Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos de Cambuí, Camanducaia, Extrema e Itapeva (Sinmec) e Prefeitura Municipal de Extrema.

Silvio Cesarino, Amadeus Antônio de Souza, Ary Novaes, João Batista e Joana D'arc

Silvio Cesarino, Amadeus Antônio de Souza, Ary Novaes, João Batista e Joana D’arc

Evento foi realizado no Clube Literário de Extrema

Evento foi realizado no Clube Literário de Extrema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *