TV digital pode chegar a Extrema até dezembro de 2023

162447473

São Paulo já passou a contar com televisão digital aberta. Aproximadamente sete milhões de domicílios com TV na capital paulista podem usufruir da inovação, que acaba com os chuviscos e os ruídos do sistema analógico. A tecnologia também já alcançou o Distrito Federal. O último local que passou a contar com o sinal exclusivamente digital foi Recife (PE), no dia 26 de julho.

O sinal analógico será desligado no dia 8 de novembro em Belo Horizonte e nas 38 cidades da Região Metropolitana. Em Extrema, o sinal será cortado até o dia 31 de dezembro de 2023, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Como Extrema fica a mais de 400 quilômetros de distância da capital mineira, não é necessário que a mudança seja feita em ambas as cidades simultaneamente.

O serviço de TV aberta analógica foi inaugurado no Brasil em 1950. Em 1972, foi iniciada a transmissão em cores. Agora, até 2023, a TV digital será o único sinal de TV aberta/gratuita a ser transmitido no Brasil. A tecnologia possui possibilidade de mobilidade, podendo ser sintonizada, também, no celular, tablet, no automóvel ou em qualquer outro dispositivo portátil ou móvel; e multiprogramação, ou seja, no mesmo horário, o telespectador pode assistir a diferentes programas em um único canal.

O desligamento do sinal analógico também irá liberar a faixa de 700Mhz para que a oferta de internet 4G possa ser expandida por todo o país, de acordo com a Seja Digital – EAD, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para digital da televisão aberta no Brasil.

O desligamento do sinal analógico de TV nos municípios brasileiros teve início em fevereiro de 2016, em Rio Verde – Goiás, e vem progressivamente abrangendo as cidades do país. Até o momento, mais de 80 municípios já passaram a contar somente com o sinal digital de televisão. Até o fim de 2017, oito capitais, além do Distrito Federal, estarão sendo atendidas apenas com TV digital. O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) estima que 1,3 mil cidades já estejam com o sinal analógico desligado em 2018.

Para assistir aos canais digitais, em cidades onde já houve a atualização da cobertura, é preciso um conversor digital embutido no próprio televisor ou comprado à parte e instalado em uma TV com entrada de sinal digital, e uma antena UHF. Lembrando que a TV a cabo já conta com canais digitais.

Mais informações sobre a mudança, datas da cobertura nos municípios, entre outros detalhes da migração do sinal analógico para digital podem ser encontrados nos sites: www.dtv.org.br e www.sejadigital.com.br.

Cronograma de desligamento do sinal analógico até 2018

Fortaleza (CE) e Salvador (BA) – Desligamento: 27 de setembro de 2017; Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES) – Desligamento: 25 de outubro de 2017; Belo Horizonte (MG) – Desligamento: 8 de novembro de 2017; Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS) – Desligamento: 31 de janeiro de 2018; São Luís (MA) – Desligamento: 28 de março de 2018; João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Belém (PA), Maceió (AL), Manaus (AM) e Natal (RN) – Desligamento: 30 de maio de 2018; Teresina (PI) – Desligamento: 31 de maio de 2018; Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Macapá (AP), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC) – Desligamento: 28 de novembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *