PM intensifica operações para evitar assaltos praticados por motociclistas

A PM realizou na tarde da última quinta-feira, dia 31, uma blitz na avenida Nicolau Cesarino, denominada “Operação Cavalo de Aço”, com objetivo de apreender veículos em situação irregular e, principalmente, coibir infrações e delitos envolvendo motociclistas, cujo número de ocorrências vem aumentando bastante em Extrema, inclusive com assaltos à mão armada a estabelecimentos comerciais.
Segundo a PM, a Operação “Cavalo de Aço” visou executar ações de Polícia Ostensiva para a preservação da Ordem Pública, com o intuito de manter a paz social, prevenindo a ocorrência de crimes contra o patrimônio e contra a pessoa em locais de maior circulação de pessoas e veículos, e teve como objetivo principal coibir a prática do roubo à mão armada, praticado por ocupantes de motocicletas.
A Operação contou com um efetivo de 40 Policiais Militares, sob o comando do Maj PM Robson Batista Franco – Comandante da 27ª Cia PM Ind, e foram empregadas 12 viaturas policiais, 04 Motocicletas e 01 Base Comunitária Móvel.
Em Extrema, a operação Cavalo de Aço foi comandada pelo tenente Célio Antônio Vaz, comandante do 2º Pelotão da 27ª Cia Independente da PM, e pelo tenente Rildo Bezerra.  Em apenas uma hora de operação, cerca de seis veículos já haviam sido apreendidos, por falta de documentação.
Em Cambuí foram realizadas “blitzen” de trânsito em diversos locais da cidade, que resultou na apreensão de 34 veículos. Deste total, 13 motocicletas foram apreendidas por trafegar com documentação irregular e foi recuperada uma motocicleta furtada.
Ainda, durante as abordagens, a Polícia Militar conseguiu  prender homem que possuía um Mandado de Prisão em aberto.
Segundo o tenente Vaz, a operação visa especialmente coibir a prática de delitos envolvendo a utilização de motocicletas. “Nosso alvo principal é a fiscalização de motociclistas, que são os que vêm cometendo as infrações ultimamente. Os veículos em situação irregular permanecem apreendidos até sua regularização”, declarou.
Tenente Vaz explicou que os policiais militares já conhecem a maioria dos infratores e que, quando são suspeitos de transportar drogas ou ate mesmo usuários, é feita uma fiscalização mais rigorosa, envolvendo a revista pessoal. “Na cidade, os policiais têm ultimamente feito muitas apreensões de drogas, mas na blitz, por enquanto, não aconteceu nenhuma apreensão”, disse o tenente.
“As operações vão ocorrer rotineiramente, num período de tempo que não deixe o pessoal esquecer”, falou. O Tenente também alertou aos comerciantes que, na medida do possível, quando chegarem aos estabelecimentos motociclistas usando capacetes, procurem acionar imediatamente a polícia. “Quando um motociclista entra em algum comércio com capacete é que com certeza vai praticar algum delito”, garantiu o policial.
Tenente Rildo Bezerra, por sua vez, explicou que as operações terão “Tolerância Zero”. Em virtude de terem ocorrido algumas ocorrências envolvendo motociclistas, a PM está intensificando mais a fiscalização das motos, mas também são vistoriados automóveis.
“Num primeiro momento, verificamos a documentação e se o motorista ou motociclista está levando alguma arma de fogo. Queremos alertar a população de que estas operações serão realizadas constantemente e que a sociedade procure andar com a documentação em dia. Em menos de uma hora de operação, seis veículos já foram apreendidos por falta de licenciamento, de habilitação e outras irregularidades”, finalizou o tenente Bezerra.

A PM realizou na tarde da última quinta-feira, dia 31, uma blitz na avenida Nicolau Cesarino, denominada “Operação Cavalo de Aço”, com objetivo de apreender veículos em situação irregular e, principalmente, coibir infrações e delitos envolvendo motociclistas, cujo número de ocorrências vem aumentando bastante em Extrema, inclusive com assaltos à mão armada a estabelecimentos comerciais.Segundo a PM, a Operação “Cavalo de Aço” visou executar ações de Polícia Ostensiva para a preservação da Ordem Pública, com o intuito de manter a paz social, prevenindo a ocorrência de crimes contra o patrimônio e contra a pessoa em locais de maior circulação de pessoas e veículos, e teve como objetivo principal coibir a prática do roubo à mão armada, praticado por ocupantes de motocicletas.A Operação contou com um efetivo de 40 Policiais Militares, sob o comando do Maj PM Robson Batista Franco – Comandante da 27ª Cia PM Ind, e foram empregadas 12 viaturas policiais, 04 Motocicletas e 01 Base Comunitária Móvel.Em Extrema, a operação Cavalo de Aço foi comandada pelo tenente Célio Antônio Vaz, comandante do 2º Pelotão da 27ª Cia Independente da PM, e pelo tenente Rildo Bezerra.  Em apenas uma hora de operação, cerca de seis veículos já haviam sido apreendidos, por falta de documentação.Em Cambuí foram realizadas “blitzen” de trânsito em diversos locais da cidade, que resultou na apreensão de 34 veículos. Deste total, 13 motocicletas foram apreendidas por trafegar com documentação irregular e foi recuperada uma motocicleta furtada.Ainda, durante as abordagens, a Polícia Militar conseguiu  prender homem que possuía um Mandado de Prisão em aberto.Segundo o tenente Vaz, a operação visa especialmente coibir a prática de delitos envolvendo a utilização de motocicletas. “Nosso alvo principal é a fiscalização de motociclistas, que são os que vêm cometendo as infrações ultimamente. Os veículos em situação irregular permanecem apreendidos até sua regularização”, declarou. Tenente Vaz explicou que os policiais militares já conhecem a maioria dos infratores e que, quando são suspeitos de transportar drogas ou ate mesmo usuários, é feita uma fiscalização mais rigorosa, envolvendo a revista pessoal. “Na cidade, os policiais têm ultimamente feito muitas apreensões de drogas, mas na blitz, por enquanto, não aconteceu nenhuma apreensão”, disse o tenente. “As operações vão ocorrer rotineiramente, num período de tempo que não deixe o pessoal esquecer”, falou. O Tenente também alertou aos comerciantes que, na medida do possível, quando chegarem aos estabelecimentos motociclistas usando capacetes, procurem acionar imediatamente a polícia. “Quando um motociclista entra em algum comércio com capacete é que com certeza vai praticar algum delito”, garantiu o policial.Tenente Rildo Bezerra, por sua vez, explicou que as operações terão “Tolerância Zero”. Em virtude de terem ocorrido algumas ocorrências envolvendo motociclistas, a PM está intensificando mais a fiscalização das motos, mas também são vistoriados automóveis.“Num primeiro momento, verificamos a documentação e se o motorista ou motociclista está levando alguma arma de fogo. Queremos alertar a população de que estas operações serão realizadas constantemente e que a sociedade procure andar com a documentação em dia. Em menos de uma hora de operação, seis veículos já foram apreendidos por falta de licenciamento, de habilitação e outras irregularidades”, finalizou o tenente Bezerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>