Notícias

Atrativos turísticos naturais seguem fechados em Extrema

Plano para retomada do turismo está na etapa 1, ainda sem previsão de mudança de fase, para evitar o contágio e propagação do novo coronavírus

12 de agosto de 2020

Foto: Ilustrativa

road-sign-663368_1920-550×300

Para a retomada das atividades turísticas de forma gradual e segura em Extrema foi definido um plano de controle, organizado em quatro etapas. A progressão de reabertura do turismo será realizada de acordo com os indicadores da Secretaria de Saúde e com capacidade de carga de cada empreendimento. Atualmente, o plano está na etapa 1, sem previsão de mudança de fase no momento devido aos indicadores. Assim, os atrativos turísticos naturais públicos e privados, como parques municipais, trilhas e acesso à Serra do Lopo e ao Pico do Lobo Guará, encontram-se fechados, por tempo indeterminado.

As ações do plano foram estabelecidas entre a iniciativa privada (trade turístico) e o poder público para evitar o contágio e propagação do novo coronavírus (Covid-19), em concordância com as orientações do Ministério da Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Minas Gerais e de decretos municipais.

Sobre a capacidade de carga, os empreendimentos estão operando de acordo com as orientações do Plano de Controle da Retomada do Turismo de Extrema na etapa 1, ou seja, com meios de hospedagem e alimentação a 50%. Os atrativos turísticos não operam nesta etapa, somente na fase 2 – ainda sem previsão de data, pois depende da diminuição do contágio do coronavírus.

Também não operam na fase 1: transporte turístico (somente na etapa 3, ainda sem previsão de data), agências de viagens e operadoras (apenas na etapa 2); eventos em espaços turísticos (serão permitidos a partir da fase 3).

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp