Notícias

“Através da política eu posso lutar pela melhoria do sistema de saúde e por vidas”, ressalta vice eleito

Dr. Mazinho foi eleito vice-prefeito de Camanducaia ao lado de Rodrigão

26 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

Vice-prefeito-eleito-de-Camanducaia-Waldemar-Gomes-de-Oliveira-Filho-Dr.-Mazinho-550×300

Vice-prefeito eleito de Camanducaia, Waldemar Gomes de Oliveira Filho, o Dr. Mazinho, contou para a Gazeta da Cidade sobre o projeto da Fábrica Municipal de Blocos e Bloquetes, um dos projetos que devem ser implantados em sua gestão ao lado do prefeito eleito, Rodrigo Alves de Oliveira (Rodrigão). Esta não foi a primeira vitória de Dr. Mazinho em eleições. Em 1996, ele foi eleito prefeito de Camanducaia, e, em 2012, vereador. Leia a íntegra da entrevista, que também destaca a saúde pública:

Gazeta: Como foi ser eleito vice-prefeito?

Dr. Mazinho: Foi uma alegria enorme receber o resultado dessas eleições, saindo vitorioso ao lado do Rodrigão. Naquele momento eu senti o quanto a gente vai poder fazer pela cidade e o quanto o povo precisa da gente. Cada eleição e cada vitória têm o seu gosto e o seu valor, mas essa está sendo especial.

Gazeta: Sendo médico, o que o levou a entrar para a política?

Dr. Mazinho: Eu sou um tipo raro de médico, o qual gosta da saúde pública, do atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dessa maneira, percebi que através da política eu posso lutar pela melhoria do sistema de saúde, do atendimento da saúde, e pelas vidas da população. Eu amo a medicina e amo o povo de Camanducaia. Eu estaria me acovardando se eu fugisse dessa missão.

Gazeta: A pandemia de Covid-19 continua. Como está o quadro em Camanducaia? Como a gestão 2021-2024 pretende trabalhar no combate ao vírus?

Dr. Mazinho: Realmente essa pandemia ainda estará presente por um bom tempo. Os índices de Camanducaia são abaixo da média, com poucos óbitos, mas já temos sentido que a queda nos números parou e até há algum sinal de aumento. O atual governo tomou decisões acertadas, já tem uma experiência grande com a pandemia e tomará as medidas necessárias para controlar os casos, na hipótese de haver uma segunda onda. No nosso governo teremos um grande desafio que será fazer a vacinação de toda população assim que a vacina estiver disponível. Trabalharemos muito e uniremos esforços para conseguir fazer isso da maneira mais rápida e eficiente possível.

Gazeta: Quais áreas precisam de mais atenção em Camanducaia?

Dr. Mazinho: Eu sou suspeito para falar, mas acho que é a saúde pública. Eu vivencio o drama de muita gente todos os dias e sei que temos muito a avançar. A questão da saúde é muito complexa, pois depende do governo do estado e do governo federal. Muitas vezes ficamos de mão atadas. Mas nós temos que lutar muito para tirar essas amarras, para que as pessoas recebam em Camanducaia a maioria dos tratamentos que precisem, para que as filas de consultas e exames caiam dia a dia, para que o Saúde da Família funcione 100%, e aí por diante.

Gazeta: Quais são os principais projetos para o município?

Dr. Mazinho: Além dessas ações na saúde, eu acho que a Fábrica Municipal de Blocos e Bloquetes é um projeto genial e que precisa começar logo no início do mandato. Se o município conseguir produzir bloquetes para fazer as pavimentações das ruas que precisam ser feitas, as coisas andam muito mais rápidas, inclusive fazendo parcerias com a população e com os empresários. Além disso, se a prefeitura tiver blocos para doar às famílias de baixa renda que estão construindo sua casa própria, o problema de moradia diminui mais rapidamente. Acho que será excelente quando estiver funcionando.

Gazeta: Quer deixar uma mensagem para a população?

Dr. Mazinho: Quero agradecer a todos que confiaram na gente para governar a cidade nos próximos qautro anos. Podem ter certeza de que não se arrependerão. Já aqueles que preferiram algum dos outros três concorrentes, gostaria de pedir que confiem no nosso trabalho, que torçam para o nosso sucesso e que nos cobrem sempre que acharem que as coisas devessem ser diferentes. Teremos toda humildade necessária para ouvir as críticas construtivas e os conselhos bem-intencionados. Nosso governo será um governo aberto para toda população.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp