Notícias

Câmara fará a construção da Casa do Cidadão

Legislativo vai economizar cerca de R$ 250 mil/ano e o valor poderá ser aplicado em diversos setores sociais

13 de agosto de 2020

Imagem: Ascom/Câmara Extrema

Projeto

Na busca por uma maior economia e por um atendimento ainda mais amplo à população, a Câmara dos Vereadores resolveu construir em uma área própria o novo prédio da Casa do Cidadão e que hoje ocupa um imóvel locado. O espaço será edificado ao lado da Casa de Leis, na Praça dos Três Poderes.

Com a construção, a Câmara pretende economizar uma quantia aproximada de R$ 250 mil/ano que é gasta com a locação do imóvel, além das despesas como água e luz. A retomada do serviço de construção deste importante centro de atendimento da família extremense vai trazer também impactos altamente positivos quando o assunto é suporte e auxílio social, mesmo porque o que hoje é gasto com aluguel poderá ser aplicado em benfeitorias para o cidadão e na execução de trabalhos direcionados para a saúde, educação e outras áreas que merecerem atenção e cuidados especiais. Outra questão fatídica e que merece destaque é que, mesmo com a execução da obra, o Legislativo ainda prevê uma devolução na casa dos R$ 3 milhões aos cofres públicos ao final da atual legislatura.

“O anteprojeto da Casa do Cidadão vem sendo discutido com base numa minuciosa análise financeira que foca o corte de gastos principalmente durante o enfrentamento da Covid-19. Mesmo trabalhando com afinco e intensa projeção cidadã, tivemos que adiar inúmeras ações por causa do novo coronavírus, porém a construção da Casa do Cidadão já estava na nossa prancheta e fazia parte do planejamento que também estava provisionado. Em breve daremos início à edificação deste necessário espaço que vem trazendo qualidade de vida a nossa comunidade e refletindo na oferta de serviços que não podem parar. Como hoje atendemos a população num espaço locado, certamente teremos condições de oferecer mais serviços e ampliar o atendimento para mais pessoas”, comentou o presidente da Câmara, vereador Leandro Marinho.

Segundo o engenheiro civil Daniel Teixeira, que cuida do croqui da obra, a fase atual é de discussão e de apresentação de melhorias. “Nós estamos cuidando de cada item com extremo cuidado e precisão. Tudo passa por uma criteriosa análise estrutural que terá como meta a oferta de um espaço condizente às demandas crescentes. Certamente o cidadão será o maior beneficiado nesta empreitada”, destacou.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp