Notícias

Dona Luiza Morbidelli ganhará nome em rua de Extrema

O belíssimo Loteamento Parque dos Manacás, em Extrema, vai ter mais uma via (Rua nº 2) que trará o nome de uma grande cidadã: Luiza de Oliveira Borges Morbidelli. A homenagem, mais do que justa, é proveniente do presidente da Câmara, vereador Leandro Marinho.

20 de julho de 2020

Fotos: Assessoria do gabinete do vereador Leandro Marinho

Montagem-sem-legenda-550×300

Segundo o presidente do Legislativo, a lembrança é uma forma de homenagear uma ilustre cidadã que nasceu, foi criada e teve as suas origens estabelecidas no município.

Família se emociona com homenagem

Presidente da Câmara de Extrema, vereador Leandro Marinho

Milton ‘Gi’ Morbidelli e Giovana se emocionaram com a homenagem à mãe. Para eles, foi uma surpresa agradável a indicação do vereador Leandro Marinho por lembrar da matriarca da família. “Ela foi uma mulher muito merecedora. Foi um anjo nas nossas vidas. O dia em que recebei a notícia foi de extrema emoção. Nossa mãe era, além do porto seguro da casa, uma referência em educação e ensinamentos. Toda a nossa família está muito feliz com a homenagem feita pelo Leandro”, contou Giovana. Já para ‘Gi’ Morbidelli, o resgate da história da sua mãe é algo comovente e que traz lembranças vivas. “Estamos gratos com a indicação. Ela foi uma mulher que ajudou o meu pai a crescer pessoal e profissionalmente, atuando dentro de casa na criação digna dos filhos e nos afazeres junto ao meu pai. É uma filha de Extrema, da raiz ‘Borges do Salto’ que é uma família tradicional. É um verdadeiro presente pela memória de nossa amada mãe. Parabéns ao vereador Leandro Marinho pela grande lembrança”, destacou.

Uma vida de amor

Luiza de Oliveira Borges Morbidelli nasceu em 11 de setembro de 1932 na região do Salto, zona rural de Extrema. É filha de Lino de Oliveira Borges e de Brasilina Maria de Jesus. Tem como avós paternos José Ramos de Oliveira Borges e Constança Maria de Jesus; e como avós maternos Joaquim Pedro de Toledo e Placidonia Maria de Jesus. Durante muitos anos cooperou com os pais nas lavouras do Salto. A infância foi feliz, repleta de carinho dos familiares e do respeito passado pelos mais velhos.

Ainda jovem mudou-se para Extrema e residiu numa antiga residência onde mais tarde funcionaria o Bar e Restaurante Central, localizado ao lado da Igreja Matriz de Santa Rita de Cássia. Lá ajudava os pais com os trabalhos diários e no bem atender à comunidade. Foi nesta mesma época que conheceu o seu futuro esposo, Paulo Morbidelli, que também pertencia a uma das famílias mais tradicionais. Casou-se em 19 de julho de 1952, vindo a mudar para o bairro que ainda hoje leva o seu sobrenome: Morbidelli. Seu marido era carreiro e ela cooperava com os trabalhos do marido com o objetivo de melhorar a educação dos filhos e o orçamento familiar. Os anos se passaram e o casal adquiriu um estabelecimento na Rua Governador Valadares que levava o nome de Secos e Molhados.  Desta linda união nasceram os filhos Luiz Fernando, Milton, Jessevaldo, Giovana, Braz Edson e José Roberto (estes dois últimos in memoriam).

“Dona Luzia representou a verdadeira história das grandes mulheres que lutam ao lado do esposo para edificar uma família de respeito e alicerçada pelo amor. Foi uma mãe exemplar, digna por sua responsabilidade social e compromissada por seus ensinamentos cristãos. É uma homenagem merecedora por sua honradez e moralidade!”, finalizou Leandro Marinho.

(Fonte: Assessoria do gabinete do vereador Leandro Marinho)

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp