Notícias

Elenco do Grupo de Teatro Névoa, de Extrema, produz vídeos para o edital da Lei Aldir Blanc

06 de dezembro de 2021

Fotos: Divulgação

Eduardo Sabion
Eduarda Morais
Fernanda Pereira
Christian Lavorenti

Com as atividades presenciais suspensas desde o início da pandemia, o elenco do Grupo de Teatro Névoa, de Extrema, segue produzindo conteúdo de forma digital.

Em “Quase onze”, Eduardo Sabion faz referência aos seus dez anos no teatro: uma década de cenas, intervenções, performances, monólogos e espetáculos que participou como ator ou em outras funções, como diretor e produtor, além das passagens pelo ballet, dança contemporânea e circo, com filmagem de Carlos Adrielton e assistência de Millena Barbosa – (http://bit.ly/quaseonze).

Já Eduarda Morais preparou uma oficina sobre o Teatro do Oprimido (TO) e fala sobre as principais ferramentas e técnicas do método teatral desenvolvido por Augusto Boal na década de 1970, que enxerga o teatro como fonte de conhecimento e como ferramenta de transformação da sociedade. O TO considera que o teatro é muito mais do um momento de diversão para quem assiste, mas sim um espaço de expressão, de protesto, de críticas aos problemas sociais e formação de indivíduos conscientes – (http://bit.ly/oficinaTO).

O vídeo de Fernanda Pereira foi inspirado em uma obra dissertativa escrita por Fernando Prestes de Albuquerque, que em sua trajetória de vida foi agricultor, advogado e político. Nessa obra ele demonstra um conflito interno, momento em que todos nós passamos, ou ainda iremos enfrentar. Ao decorrer das falas, ele declara muito ceticismo à humanidade que é tão egoísta e corrupta, e faz menção ao poder divino, demonstrando refúgio em Deus, e toda sua gratidão – (http://bit.ly/conflitointerno).

Christian Lavorenti, interpreta a Fantasia No. 11 do compositor alemão do século XVIII Georg Philipp Telemann e faz um comentário sobre o contexto histórico e a estrutura da peça – (http://bit.ly/fantasia11).

Todos estes projetos foram produzidos como objetos do Edital 01/2021 do Município de Extrema/MG, cuja premiação é proveniente dos recursos remanescentes da Lei nº 14.150, de 12 de maio 2021 – altera a Lei nº 14.017, de 29 de junho de 2020 (Lei Aldir Blanc), e Decreto de Lei nº 10.751/2021, de 22 de julho de 2021. “Estas ações serão de inteira responsabilidade dos artistas inscritos neste edital”.

Os vídeos de todos os artistas extremeneses também estão disponíveis numa playlist do YouTube, criada pela Secretaria Municipal de Cultura: http://bit.ly/LABExtrema.

Em janeiro de 2022, parte do elenco participará de um festival de teatro digital com a obra de Samuel Beckett. Prevista para o primeiro semestre, o grupo prepara sua retomada aos palcos com o espetáculo inédito “A floresta que se move na névoa”, adaptação de Macbeth, a peça escocesa do bardo inglês de William Shakespeare. E, no decorrer do ano, deve trazer de volta aos palcos alguns dos espetáculos de repertório da companhia.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 1213

22/01/2022

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp