Notícias

Extrema inicia Campanha de Vacinação Antirrábica no próximo sábado (23)

16 de julho de 2022

Tabela: Ascom/Pref. Extrema

PEQUENA1

A Campanha de Vacinação Antirrábica terá início no próximo sábado, dia 23 de julho, em Extrema. As equipes estarão postas a partir das 08h30, iniciando o primeiro dia da campanha no Ginásio Poliesportivo e no Cemitério Municipal.

O Centro de Controle de Zoonoses já está preparando toda a equipe para que, durante os 17 dias da ação, sejam imunizados cerca de 11 mil cães e gatos no município. A programação conta com 70 pontos estratégicos espalhados por todo o município.

A vacina antirrábica é destinada a cães e gatos a partir de três meses. Cadelas e gatas gestantes ou com suspeita de gestação não podem ser imunizadas, pois a vacina pode causar patologias clínicas nos filhotes.

Recomenda-se que os animais sejam levados aos pontos de vacinação contidos em guias/coleiras ou caixa de transporte por pessoas com capacidade física para contê-los. No caso de cães bravos, orienta-se que sejam levados com focinheiras para evitar mordeduras, e para os gatos, toalhas e/ou fronhas de travesseiro ajudam a evitar arranhões no ato da aplicação.

A doença

A raiva é uma doença causada por um vírus que afeta a maioria dos mamíferos e é considerada incurável. Os sinais clínicos mais comuns nos animais são: grande mudança no comportamento, aumento da agressividade atacando animais e pessoas, salivação intensa e excessiva, além do animal deixar de se alimentar e beber água.

Além disso, a raiva pode ser transmitida de animais para humanos. Em todos os casos, a transmissão da doença acontece através de mordida, arranhões ou contato de secreções ou excrementos do animal contaminado.

Com a suspeita da doença, o dono do animal deve solicitar consulta com um veterinário que avaliará o quadro clínico e, se constatar a raiva, dará as devidas orientações veterinárias e alertará os serviços de zoonoses. Tanto em animais quanto em humanos, a raiva é bastante agressiva e fatal.

Mais informações podem ser obtidas com o Centro de Controle de Zoonoses pelo telefone: (35) 3435-3438.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 1266

28/01/2023

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp