Notícias

Homem acusado de assassinar servidor público de Extrema é condenado a 24 anos e seis meses de prisão

24 de setembro de 2022

Foto: Reprodução/Facebook

Cesar Augusto de Oliveira tinha 48 anos

O homem acusado de assassinar o servidor público Cesar Augusto de Oliveira, de 48 anos, em outubro de 2021, em Extrema, foi condenado em júri popular a 24 anos e seis meses de prisão, por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e emprego de asfixia, fogo e ocultação de provas.

O julgamento aconteceu na última quarta-feira, dia 21 de outubro, no Fórum da Comarca de Extrema. O homem está no Presídio de Extrema, mas deve ser transferido em breve para cumprir a pena em outra cidade.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 1266

28/01/2023

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp