Notícias

Leandro Marinho valoriza os servidores municipais com reajuste de 6% no salário

25 de janeiro de 2020

Foto: Ascom/Câmara de Extrema

Presidente-da-Câmara-Leandro-Marinho

Legislativo e Executivo apresentaram Projetos de Lei Complementar no intuito de conceder reposição inflacionária e aumento real aos servidores públicos da Câmara e da Prefeitura de Extrema. Ambos foram votados e aprovados por unanimidade durante a 1ª Sessão Extraordinária, realizada na terça-feira, dia 21 de janeiro.

Segundo o presidente da Câmara Municipal, vereador Leandro Marinho, é muito importante motivar o trabalho do funcionalismo público, que faz toda a diferença no dia a dia de toda a cidade, já que eles são os grandes responsáveis por atender as necessidades da população nas mais diferentes áreas da administração pública.

Acompanhando os valores em porcentagem propostos pela Prefeitura de Extrema, ficou concedido aos servidores públicos ativos e inativos, e aos estagiários da Câmara de Extrema e Casa do Cidadão, que é um anexo da Casa de Leis, a reposição inflacionária na ordem de 4,48%, e um aumento real de 1,52%, totalizando 6%.

“Valorizar o servidor público e respeitar o trabalho que ele realiza diariamente é uma meta da Câmara de Vereadores, pois é desta forma que podemos retribuir toda a dedicação que recebemos de nossos funcionários e colaboradores, que com muito emprenho e responsabilidade, doam o melhor de si nas funções que ocupam. Remunerar da forma financeiramente correta nossos servidores é um dever”, disse Leandro Marinho.

De acordo com o presidente, sem o funcionalismo público seria impossível cuidar da cidade e atender todas as demandas que necessitam de cuidado em cada setor, e garantir um aumento real no ordenado de cada servidor é incentivar e valorizar o trabalho que ele realiza para a administração da cidade, e por isso Leandro fica tão feliz em poder colaborar e reconhecer com muito respeito o serviço de cada servidor público que atua pelo bem de toda uma população.

A Lei Complementar entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos retroativos a 1º de janeiro do ano de 2020.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp