Notícias

Ministério do Turismo e empresas apresentam em Extrema o projeto Mundo da Leitura

Projeto da Evoluir encerra sua temporada no município e beneficia mais de 1.700 alunos e capacita 35 professores da rede pública da cidade, com patrocínio da Ball e parceria com a Secretaria Municipal de Educação

15 de novembro de 2020

Foto: Divulgação

reading-3B4CB7R

Cem livros, projeto pedagógico com sugestões de atividades e um vídeo com três contações de histórias compõem o mini baú do Mundo da Leitura

O projeto Mundo da Leitura chegou a Extrema, para doar 500 livros e capacitar 35 educadores da rede municipal de ensino da cidade. O objetivo é aumentar o acesso aos livros e incentivar o hábito de leitura em crianças e adultos através do lúdico

A iniciativa é realizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, tem patrocínio da Ball, líder mundial em embalagens sustentáveis de alumínio, e é executado pela Evoluir, empresa híbrida de educação que atua com a produção de conteúdos e projetos, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Extrema.

O projeto chega a Extrema com uma novidade agregada: a proposta de um acolhimento digital, que será um auxílio tecnológico oferecido aos professores, para atender a essa demanda e quebrar as barreiras do universo online.

Cada escola do município recebeu um mini baú em madeira contendo um kit de 100 livros com obras de diversas editoras e autores. Pensando na inclusão de pessoas com deficiência visual e no auxílio de pessoas com deficiência intelectual ou dislexia, alguns livros do acervo foram audiodescritos. O baú acompanha ainda um projeto pedagógico com sugestões de atividades para os educadores realizarem com as crianças durante o ano letivo, e um vídeo com três contações de histórias abordando as temáticas de meio ambiente, preservação ambiental, brincadeira segura com a pipa e bullying.

Devido à pandemia de Covid-19, o conteúdo do projeto foi adaptado para o ambiente online. Professores receberam orientações tecnológicas, incluindo informações que vão do básico até as principais funções necessárias para manter a qualidade de ensino no ambiente virtual. O projeto encerra sua temporada no município, capacitando 35 professores da rede pública e beneficiando mais de 950 alunos diretamente e mais de 1.700 alunos indiretamente na cidade.

Para a professora participante do projeto, Maria Ivanilda, “o formato online trouxe muitas contribuições, as vivências de cada um, as experiências com riqueza de detalhes, que nos remete a lembranças boas, e é assim que transformamos nossos alunos, trazendo práticas de leitura como algo que encante, que leve o aluno a amar a leitura. Muito bom, agradeço a todos pela oportunidade. Vai ser muito útil na minha profissão, que Deus abençoe a todos, para que continue essa linda jornada”.

“Por fabricar a lata, a embalagem mais sustentável da cadeia de bebidas, a Ball acredita que podemos contribuir na formação de consumidores mais conscientes. E nada melhor do que o investimento na educação e leitura para criarmos cidadãos mais críticos, preocupados em construir um mundo melhor. É um orgulho apoiar esse projeto!”, disse a diretora de Comunicação da Ball América do Sul, Thaís Moraes.

O projeto pedagógico do Mundo da Leitura está organizado a partir dos temas abordados dentro dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

“Mesmo com o distanciamento social imposto pela pandemia, conseguimos rapidamente nos reinventar, para entregar às crianças um projeto com a mesma qualidade que entregamos antes desta situação se estabelecer no Brasil e, obviamente, sempre com muita sensibilidade, entendendo as necessidades específicas e os tempos necessários para cada município se restabelecer perante tantas perdas importantes. Cada livro que compõe o acervo do projeto Mundo da Leitura foi pensado para instrumentalizar o educador durante o período de isolamento e na volta às aulas. O time de profissionais é formado principalmente por mulheres, esposas, mães, chefes de família e professoras” comentou o coordenador de projetos educacionais da Evoluir, Junior Ribeiro.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp