Notícias

PM prende dois infratores perigosos neste final de semana

Foram apreendidos ao todo R$2.579,00 em moeda corrente, seis cartões de crédito, 25 papelotes de cocaína, dois celulares e alguns documentos falsos

04 de janeiro de 2020

Fotos: Ascom/ 59º BPM

Sem-legenda1-550×300
Sem-legenda2

O último final de semana ficou marcado pelo excelente desempenho do 59º Batalhão da Polícia Militar (BPM) no combate à criminalidade, isto porque no último sábado, 28 de dezembro, foram realizadas duas prisões, sendo de um traficante de drogas em Extrema e de um foragido da justiça em Monte Verde.

Tudo começou na madrugada de sábado, durante patrulhamento no Bairro Morbidelli, em Extrema, onde a Polícia Militar (PM) mediante as suspeitas de um cidadão, já conhecido no meio policial, abordou o indivíduo e o submeteu a uma busca pessoal, onde foi encontrada, em um dos bolsos de sua bermuda, a quantia de R$ 1.872,00 em cédulas diversas.

No entanto, o autor estava muito nervoso e insistentemente olhou em direção a uma árvore que estava próxima e ao fazer a varredura pelo local, a equipe encontrou 24 papelotes de cocaína agrupados em um invólucro de plástico e escondidos na referida árvore.

Diante do exposto, o autor recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico ilícito de drogas, e posteriormente, conduzido à delegacia de plantão da cidade de Pouso Alegre (MG), juntamente com os materiais apreendidos.

Mais tarde, a PM em Monte Verde recebeu informações de que um procurado da justiça teria realizado check-in em um dos Resorts da cidade e mediante informações, foi possível identificar o autor e constatar que havia um mandado de prisão em aberto em seu desfavor, expedido em Londrina em razão de fraudes no Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), tendo feito mais de 500 vítimas em outro país.

De posse das informações a equipe logo se deslocou até o local para averiguar os fatos, a qual localizou o autor que a princípio apresentou RG e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsos, porém após questionamentos acerca das informações pessoais, o autor informou dados divergentes dos que constavam nos documentos apresentados e após as indagações este forneceu os dados corretos.

Ao ser dada voz de prisão ao autor, ele ofereceu a equipe policial a quantia de R$ 707,00 que possuía na sua carteira, dizendo ainda que iria realizar o saque de mais R$ 5.000,00 para que ele fosse liberado. Mesmo após ser advertido pelos policiais pela sua conduta, houve nova insistência dizendo que daria a quantia de R$ 10.000,00 para cada um dos militares da ocorrência, momento em que foi preso em flagrante delito.

O autor após receber voz de prisão pelo crime de corrupção ativa, também foi submetido a busca pessoal sendo localizado em seu poder diversos cartões de crédito com diferentes nomes de terceiros que possivelmente seriam das vítimas de seus golpes.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp