Notícias

Programa ICMS Patrimônio Cultural comemora 25 anos

Município faz parte do programa desde 2003, que visa ressaltar a importância do investimento na preservação da memória e história do povo mineiro

23 de julho de 2020

Foto: Ascom/Pref. Extrema

Mirante-da-caixa-d’água-antigo-reservatório-que-abastecia-o-povoado-de-Extrema-550×300

Em 2020, o Programa ICMS Patrimônio Cultural comemora 25 anos. O Estado de Minas Gerais foi o pioneiro no programa, tendo cerca de 700 municípios que já possuem uma legislação própria de proteção ao patrimônio cultural. A ação visa ressaltar a importância do investimento na preservação da memória e história do povo mineiro. Extrema faz parte do programa desde 2003.

Em Extrema, o programa é custeado através do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Extrema (Compace), Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Fumpac), Secretaria de Cultura e Prefeitura Municipal. Nos últimos quatro anos, diversos patrimônios foram restaurados, receberam manutenção ou adequações, como a restauração do Santuário de Santa Rita, revitalização da pintura predial do Santuário, em fase de concretização, além da revitalização da escadaria e expansão dos fundos, também em andamento.

Outros que passaram por reforma são: prédio da Escola Estadual Odete Valadares com manutenção elétrica e obras estruturais; restauração do cercado e pintura predial na Capela Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no Bairro Salto do Meio; e pintura da Capela de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, no Bairro do Godoi, e do Mirante da caixa d’água.

Vale lembrar que, em 2018, o Compace lançou a cartilha de comemoração aos 10 anos do projeto de Educação Patrimonial em Extrema, com o objetivo de tratar sobre a educação patrimonial, a importância da preservação e reconhecimento de um bem histórico e cultural, federal, estadual ou municipal.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp