Notícias

Secretaria de Educação apresenta balanço com a retomada das aulas presenciais em Extrema

04 de outubro de 2021

Foto: Ascom/Câmara Extrema

Secretária de Educação, Geisa Ramos, chefe de gabinete do presidente da Câmara, Israel Campelo de Oliveira, e o presidente do Legislativo, Walderrama

O retorno das aulas presenciais na rede pública de Extrema vem trazendo desafios para a gestão da Secretaria de Educação e um novo formato de trabalho a ser seguido. O regresso ao período escolar imprime um novo fôlego de readaptação de 8.561 alunos da rede e exige, além de uma série de cuidados para minimizar o risco de transmissão do coronavírus, um esforço ainda maior das equipes de profissionais que militam a saúde dos pequenos dentro e fora da sala de aula.

A secretária de Educação, Geisa Ramos, esteve com o presidente da Câmara de Extrema, vereador Sidney Soares Carvalho (Walderrama), e apresentou números qualitativos e um balanço bastante positivo sobre o atual quadro da gestão pedagógica do município. “A pandemia ainda não acabou. Mesmo com o avanço da vacinação dos profissionais da Educação e até mesmo da população, estamos tomando todos os cuidados necessários com relação à higienização das escolas e aos transportes que fazem os traslados dos nossos alunos. É um processo contínuo que exige muita atenção e cuidado”, disse. Segundo ela, as precauções começam logo na entrada do estabelecimento com a pulverização das mochilas, a aferição da temperatura, a limpeza das mãos dos alunos com álcool em gel e até mesmo a troca obrigatória de máscaras.

“As salas de aula também passam por higienização e desinfecção com álcool e outros produtos de limpeza, conforme orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS). As pias e os vasos sanitários dos banheiros recebem hipoclorito que auxiliam no combate à proliferação do vírus e reduzem comprovadamente as chances de contaminação por outras bactérias e parasitas. Na hora do lanche, a comida é entregue em prato feito com talheres separados em embalagem individual. Outra postura adotada com insistência e zelo é a orientação aos pais. Eles recebem todas as prescrições e os protocolos sanitários”, disse Geisa Ramos.

A segurança dos estudantes também foi priorizada na hora do transporte. A secretária adiantou que a frota está sendo readaptada para o serviço de atendimento aos alunos. “Os motoristas e monitores foram treinados para atuar com mais cautela e procedência asséptica. Tivemos um pequeno período de reajuste na entrega dos estudantes, mas que felizmente se normalizou. O período requer paciência, pois ficamos muito tempo sem atividades escolares. Entendemos a necessidade dos pais que precisam trabalhar, por isso todo diálogo é viável e necessário. Estamos prontos a atender com a qualidade inicial”, destacou ela.

Outra informação levantada pela Secretaria de Educação foi o recebimento semanal dos relatórios que envolvem a vacinação e os eventuais casos positivados na rede. “Por exemplo, se percebemos que o aluno está apresentando sintomas de gripe ou encontra-se amuado, imediatamente o isolamos numa sala e acionamos os responsáveis. A pandemia é uma situação de ordem pública que também envolve a família, por isso é importante que os pais estejam atentos aos sinais que podem ser um simples resfriado até uma gripe mais forte. Vale lembrar que os pais estão atendendo positivamente aos protocolos e fortalecem cada vez mais a parceria família-escola”, destacou a gestora.

Retomada consciente

A Prefeitura Municipal e o Ministério Público (MP) de Extrema entraram em comum acordo para a retomada das aulas presenciais nas escolas municipais em uma reunião que definiu a data de 13 de setembro como retorno definitivo. Desde o início do plantão pedagógico, a Secretaria de Educação preparou seus profissionais frente aos protocolos estabelecidos pela OMS, através de normas solicitadas pela própria Vigilância Sanitária, a fim de receber de forma segura os alunos desde os Centros de Educação Infantil Municipal (Ceim) e Escolas Municipais de Educação em Tempo Integral (Emeti) até o ensino fundamental.

“Cada unidade escolar está em pleno funcionamento com os seus planos estratégicos elaborados, levando em conta seus espaços físicos e as possibilidades de adequação/atendimento. Muitos quesitos facilitaram na decisão da volta às aulas e continuam com positivação, como os índices que apontam diminuição no número de casos de contaminação da doença na cidade”, frisou Geisa.

Aumento na procura por vagas

Questionada sobre o crescimento significativo na procura por vagas, Geisa retratou que o cenário é habitual, pois a flexibilização das unidades escolares e a projeção da vacinação para grupos de pessoas com menos idade permitem aquecimento na economia local, o que vem impactando positivamente a viabilidade do retorno escolar.

“Os pais precisam trabalhar. Neste período em que os pequenos estavam em casa, a escola não parou um minuto sequer, pois realizamos atendimento remoto em todas as instâncias e as equipes permaneceram atentas às mudanças cronológicas impostas pela pandemia. Estamos atentos e muito dispostos a ajudar a todos, como é de costume. Importante também frisarmos que temos vagas em alguns Centros de Educação Infantil Municipal – que são as creches, porém os pais querem uma vaga perto da sua casa, o que é inviável em alguns casos”, contou.

Outra questão é que a Prefeitura de Extrema oferece atualmente vagas para estudantes de todas as idades. De acordo a com a Lei Federal Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes da educação nacional, é dever do Estado com educação escolar pública garantir a educação básica obrigatória e gratuita para alunos dos 4 aos 17 anos de idade, portanto torna-se não obrigatória a oferta de vagas para crianças de 4 meses a 3 anos de idade conforme rege a Lei Federal.

“Felizmente a prefeitura dispõe de recursos e tem uma grande vontade de ofertar o melhor para os nossos alunos, por isso é oferecido o serviço nos Ceim também para as crianças de 4 meses a 3 anos. A ideia é atender todos! Estamos na contramão da crise que afeta todo o país. Isso é o reflexo do comprometimento com as nossas famílias. Queremos ver as nossas crianças na escola e felizmente estamos conseguindo. O esforço da Secretaria de Educação é dar suporte para que o papai e a mamãe possam trabalhar sossegados, sabendo que o seu filho está recebendo uma educação de qualidade e com a atenção necessária”, falou a secretária. O presidente Walderrama reiterou o seu apoio e de todo o corpo legislativo no incentivo à política educacional do município. “A Câmara, como representante do cidadão, está atenta às melhorias que são direcionadas às famílias e principalmente às crianças e aos jovens. A coalizão entre Executivo e Legislativo permite que consigamos fortalecer o cenário social, principalmente quando o assunto é o ensino. Investir na pedagogia é uma prioridade única que sempre terá atenção nos debates e discussões da Casa”, assegurou. O chefe de gabinete do presidente, Israel Campelo de Oliveira, participou do encontro com a secretária.

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 1266

28/01/2023

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp