Notícias

Vereadores indicam realização de testes em massa de Covid-19

Preocupados com o aumento dos casos confirmados do novo coronavírus, os vereadores da Câmara de Extrema propuseram, por meio da Indicação nº 169/2020, a realização de testes rápidos em todo o município, o que inclui o Programa Saúde da Família (PSF) e os bairros mais distantes do centro da cidade, principalmente nas regiões que apresentam os dados mapeados com maior incidência e foco de contaminação da doença.

19 de julho de 2020

Fotos: Ascom/Câmara Extrema

covid-19-4922384_1920-550×300 (2)

A indicação é de autoria do presidente do Legislativo, Leandro Marinho, do vice-presidente da Casa de Leis, pastor René Cursino, 1ª e 2º secretários da mesa diretora, Telma Aparecida Maciel e Rafael Silva de Souza Lima (Tita), e dos edis Danilo de Morais e Sidney Soares de Carvalho (Walderrama) e dará origem ao projeto de lei que trará maior segurança no tratamento precoce a grande parte da população que ainda não realizou o teste de Covid-19.

“Este exame é de suma relevância e serve de identificação e mapeamento para o tratamento da doença logo no começo. A testagem em massa amplia e permite o tratamento precoce, conforme protocolo já adotado em diversos países e aqui mesmo no Brasil. É uma forma de deixar a comunidade mais segura. Não podemos deixar de mencionar a importância do distanciamento social e dos cuidados de higiene que barram a proliferação do vírus”, destacou Leandro Marinho, que testou positivo mesmo seguindo todas as orientações e as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para René Cursino, a OMS preconiza a testagem e garante a sua eficácia como recurso de proteção e de validez. “A prescrição indica evitar aglomerações, o uso contínuo de máscara e álcool em gel e os cuidados básicos de saúde, mas todo cuidado é pouco. O inimigo pode até ser invisível, mas existem fatos reais que colocam em risco a nossa vida e de quem amamos. Por isso a testagem comunitária é uma das maiores ferramentas de combate e de conhecimento deste vírus que vem se propagando – é preciso erradicá-lo”.

Segundo Telma, uma das maiores preocupações do Legislativo é apresentar ações que vão ao encontro da melhor qualidade de vida do extremense. “Como poder público temos a obrigação de criar mecanismos baseados na eficiência de sua aplicação, ou seja, naquilo que realmente funciona. A testagem é uma destas iniciativas, pois garante a identificação do problema logo no início – o que impacta na saúde de toda a população”, disse.

O 2º secretário, Tita, elogiou a união dos seis vereadores na promoção do teste rápido e reiterou o seu total apoio nas causas que versam o bem para as famílias. “O teste rápido vai comprovar a eventualidade dos casos assintomáticos e, principalmente, daqueles que vierem a testar positivo. Isso induz a um caminho promissor no combate à Covid em todo o território extremense”.

Já o vereador Danilo de Morais enalteceu o trabalho das equipes da Secretaria de Saúde que vêm travando uma intensa luta diária no enfrentamento do novo coronavírus. “Essa metodologia vai ajudar o trabalho de campo dos profissionais que também estão colocando a própria vida e de toda a sua família em risco. A testagem em massa é um procedimento altamente eficaz e que promove o monitoramento da doença nos quatro cantos de Extrema. É preciso fechar o cerco bloqueio neste mal invisível”, disse.

De acordo com Walderrama, a ideia será de grande relevância tanto para outros setores que sofrem com a pandemia. “Inúmeros setores vêm sofrendo durante este período. Com a testagem em todo o município, teremos condições de montar estratégias de trabalho ainda mais seguras sabendo que uma determinada área ou região está com os casos controlados. É uma questão de saúde pública que envolve o esforço de todos. Por isso estamos de braços dados com o Executivo nesta ação”.

Leandro Marinho alertou ainda que a experiência da testagem em massa é uma prática assertiva e tem mostrado que se o tratamento for feito desde o início e com regularidade, pode diminuir muito a letalidade do novo coronavírus. “As pessoas podem ser tratadas a partir da apresentação dos primeiros sintomas, caso testem positivo. É uma forma de cuidar do nosso maior bem, que é a saúde. Este procedimento auxiliará a Secretaria de Saúde no tratamento dos pontos mais críticos da cidade, resultando em um controle mais eficaz e mais efetivo de disseminação do vírus”, finalizou.

Leandro Marinho, René Cursino, Telma Maciel, Rafael Tita, Danilo de Morais e Walderrama

Compartilhe:

Veja também

EDIÇÃO IMPRESSA

Edição nº: 2525

13/08/2020

Ver todas

receba a

Edição digital

direto no seu

whatsapp